Redes Sociais

Encontre o que deseja

    Brasil

Denúncias de assédio eleitoral em empresas mais que dobram na comparação com 2018

Em 2018, número de denúncias ficou em 212 no total; em 2022, já chegam a 447

Publicada em 19/10/2022 as 10:19h por CNN Brasil
Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: cnn.com.br)

Os casos de empregadores acusados de ameaçar e constranger funcionários por causa das eleições aumentaram durante o segundo turno.

 

Foram registradas 447 denúncias por assédio eleitoral, de acordo com levantamento divulgado nesta terça-feira (18) pelo Ministério Público do Trabalho (MPT). Até sexta passada, eram 364 casos. Os dados levam em conta relações trabalhistas em empresas privadas, secretarias e prefeituras públicas.

 

Faltam 12 dias para a votação e os episódios cresceram também na comparação com as eleições de 2018, quando houve menos da metade dos casos – 212 no total.

 

A maior parte das ocorrências foi registrada na região Sul, com pelo menos 154 casos, seguida pelo Sudeste, Nordeste, Centro-Oeste e Norte.

 

O estado de Minas Gerais lidera as denúncias, na sequência aparecem o Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina.

 

“O poder diretivo do empregador é limitado pelos direitos fundamentais da pessoa humana, não podendo tolher o exercício dos direitos de liberdade, de não discriminação, de expressão do pensamento e de exercício livre do direito ao voto secreto, sob pena de se configurar abuso daquele direito, violando o valor social do trabalho, fundamento da República”, afirma o Ministério Público do Trabalho.




Nosso Whatsapp

 

Visitas: 3296026 | Usuários Online: 16

Copyright © 2019 - Grupo Art Mídia Comunicação - Todos os direitos reservados