Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 

Encontre o que deseja

NO AR

Acorda Cidade

    Política

Suposto pedido de propina deverá ser investigado pela Câmara de Vereadores de Camaquã

No dia 1º de outubro, a empresa Canarana Agro Comercial do Brasil Importação e Exportação de Fumo Ltda informou estar desistindo de investir no município

Publicada em 05/10/2021 as 11:53h por Rádio Cidade Camaquã
Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Divulgação/Câmara de Vereadores de Camaquã)

Durante reunião ordinária do Poder Legislativo camaquense, na noite desta segunda-feira (04), vereadores relataram na tribuna da Câmara, rumores de que um colega parlamentar teria pedido propina ao proprietário da empresa Canarana. 

 

No dia 01 de outubro, o Poder Executivo de Camaquã anunciou através de seus veículos oficiais de informação da prefeitura, que a empresa Canarana Agro Comercial do Brasil Importação e Exportação de Fumo Ltda teria desistido de investir no município. A prefeitura divulgou na íntegra o ofício assinado por José Claudir Machado. Confira o teor do documento:

 

 

A empresa Canarana desistiu de continuar buscando incentivos para instalação de uma unidade em Camaquã, após o proprietário ser sabatinado em audiência pública na Câmara.

 

O conteúdo do documento consta a desistência da empresa em instalar-se no município de Camaquã, pautada na "situação vexatória a que foi submetido o representante da mesma (empresa Canarana) em audiência pública realizada pelo Poder Legislativo no dia 23 de Setembro (...)".

 

Durante reunião ordinária da Câmara de Vereadores que ocorreu nesta segunda-feira (04), vereadores relataram na tribuna, rumores de que um vereador, ao ser visitado pelo proprietário da empresa Canarana, teria pedido proprina ao proprietário, para votar favorável à aprovação do projeto de incentivos fiscais para instalação da empresa em Camaquã.

 

Os vereadores que se manifestaram disseram não acreditar nos rumores, entretanto, disseram que esta situação deverá ser investigada pelo Poder Legislativo e caso confirme-se a informação, a suposta corrupção deverá submetida as sanções legais. 

 

A mesa diretora da Câmara irá reunir-se na tarde desta terça-feira (05), às 13:30h, para tratar sobre o assunto. 




Nosso Whatsapp

 

Visitas: 1724301 | Usuários Online: 67

Copyright © 2019 - Grupo Art Mídia Comunicação - Todos os direitos reservados