Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 

Encontre o que deseja

NO AR

Madrugada da Cidade

    Política

Presidente da Câmara dos Deputados cobra participação mais direta do governo para reduzir o preço dos combustíveis

Lira sugeriu que seja editada uma MP para alterar a Lei das Estatais

Publicada em 21/06/2022 as 11:00h por Jornal O Sul
Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados)

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), cobrou uma participação mais direta do governo federal e, principalmente, do Ministério da Economia na busca por soluções para a alta dos combustíveis. Na segunda-feira (20), Lira se reuniu com líderes partidários. Após o encontro, que durou cerca de quatro horas, ele fez um breve pronunciamento à imprensa.

 

“Há um sentimento quase unânime por parte dos líderes que participaram dessa reunião de que o Ministério da Economia, o governo federal, tem que se envolver diretamente, participar mais de perto dessas discussões”, disse Lira. Ele sugeriu que o presidente Jair Bolsonaro edite MPs (medidas provisórias) em vez de propor projetos de lei, quando isso for possível.

 

“Medidas provisórias que possam alterar a Lei das Estatais, que permitam uma maior sinergia entre as estatais e o governo do momento”, exemplificou o presidente da Câmara. Para Lira, as MPs fariam o governo participar mais diretamente e provocar efeitos mais rápidos, pois as medidas provisórias têm validade assim que são publicadas e contam com um prazo não menor do que 60 dias antes que o Congresso tenha que referendá-las.

 

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, também participou do encontro, mas não falou com a imprensa. Segundo Lira, Pacheco pediu que a Câmara analise o Projeto de Lei 1.472/2021, que altera a forma de cálculo do preço dos combustíveis, além de criar uma Conta de Estabilização. Esse projeto foi aprovado no Senado em março, seguiu para a Câmara, mas não foi adiante na Casa. Lira afirmou que irá avaliar a questão.

 

A ofensiva do governo e de aliados contra a Petrobras iniciou na sexta-feira (17), quando a estatal anunciou um novo aumento no preços dos combustíveis. Após o anúncio, Lira começou a se manifestar nas redes sociais pedindo a saída do presidente da estatal, José Mauro Coelho, e atacando membros da diretoria da Petrobras.

 

As declarações de Lira foram acompanhadas de uma manifestação do presidente da República, em tom igualmente crítico. Jair Bolsonaro pediu a abertura de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar a estatal. O presidente da empresa pediu demissão na manhã de segunda-feira (20).




Nosso Whatsapp

 

Visitas: 2380931 | Usuários Online: 10

Copyright © 2019 - Grupo Art Mídia Comunicação - Todos os direitos reservados